Nossa Senhora da Assunção e São José


Beato Eufrásio do Menino Jesus

Presbítero e Mártir de nossa Ordem

Eufrásio Barredo Fernandez nasceu em Cancienes do Conselho de Corvera (Astúrias) em 8 de fevereiro de 1897. Em 05 de dezembro de 1912 ingressou no colégio teresiano dos Carmelitas Descalços de Villafranca de Navarra. Em 26 de julho de 1916 fez sua profissão simples, que ratificaria com a solene a 18 de Março de 1922. Terminados seus estudos, foi ordenado sacerdote em 23 de setembro de 1922, em Santander. Destinado a Cracóvia (Polônia), a fim de fortalecer a presença carmelita naquelas terras, lá permaneceu de 1926 a 1928. Em seu retorno, foi destinado a Burgos, como diretor das revistas Ecos del Carmelo e Praga e Monte Carmelo. Em 1929 chega a Oviedo, como professor de teologia e a 8 de maio de 1933, foi eleito prior da sua comunidade. Em 5 de outubro de 1934 eclodiu a revolução de Astúrias. Ante esta adversidade o Pe. Eufrásio buscou refúgio para seus religiosos. Ele tentou fugir pelo muro alto do jardim, mas caiu e lesionou o quadril. Ao ir agravando a lesão, a 12 de outubro pediu para ser levado para o hospital. Os milicianos arrancaram-no de sua cama do hospital e levaram-no ao Mercado Velho no bairro de São Lázaro (Oviedo). Colocado em pé junto a uma parede, e antes de ser baleado, dirigiu-se aos pistoleiros com estas palavras: Eu vos perdoo, meus filhos; então gritou três vezes: Viva Cristo Rei!